História


 

Na origem das "Oficinas de S. José" de Lisboa, bem como de outras instituições homónimas espalhadas pelo país a partir dos anos 80 do século XIX, encontramos uma ideia directamente inspirada no modelo oferecido pela Oficina de S. José do Porto (1883) e indirectamente, através desta, no espírito e nas obras educativas promovidas por S. João Bosco a favor dos jovens mais pobres e abandonados da sociedade.
 
A sua fundação deve-se à iniciativa conjugada de Isabel Maria de Lacerda Castelo Branco e do padre Francisco Herculano Cordeiro.
 
0 primeiro passo consistiu na abertura de uma escola primária no Bairro da Lapa, Rua das Praças, n. 36, em 1885, à qual foi dado o nome de Colégio do Sagrado Coração de Jesus.
 
Em 1890, a 1 de Outubro, foram inauguradas duas oficinas (marcenaria e sapataria), funcionando durante alguns meses na Rua de Sant'Ana à Lapa, 50. Nessa altura regista-se a mudança do nome para Oficinas S. José.
 
Em 23 de Abril de 1893, efectua-se a mudança para a Rua do Sacramento à Lapa, 25 onde os Salesianos assumiram a orientação pedagógica em 1896.
 
A inauguração do novo edifício, na localização actual é de 1906. Na sequência da revolução política de 1910, o edifício é requisitado para fins militares até 1920. Em 1925, com a chegada do salesiano Aquiles Marchetti, as artes gráficas tomam grande impulso e desenvolvimento.
 
Em Outubro de 1964, a Paróquia de Nossa Senhora dos Prazeres foi confiada aos Salesianos.
 
A partir dos inícios da década de '70, o ensino profissional, que caracterizou as Oficinas de S. José desde os seu primórdios, desaparece por completo. Pouco a pouco vai sendo reduzido o internato e o ensino torna-se exclusivamente liceal.

1896

Entrada dos primeiros Salesianos nas Oficinas de S. José, foi director o Pe. Pedro Cogliolo.

1899

O Pe. Miguel Rua, Superior Mundial dos Salesianos, visita as OSJ de 11 a 17 de Março. Nessa altura é lavrada a escritura da compra e venda de um terreno destinado à construção da nova sede das OSJ, no Alto dos Prazeres.

1901

A sociedade Salesiana é reconhecida pelo estado Português, através do decreto de 18.04.1901

1906

A inauguração das OSJ na actual localização, Alto dos Prazeres, no dia 19 de Março. Esteve presente o Pe. Miguel Rua, por ocasião da segunda vinda a Lisboa de 18 a 22 de Março.

1908

A liga de educação nacional, no seu 1º congresso pedagógico celebrado em Lisboa, atendendo ao mérito da obra educativa realizada pelos Salesianos, atribui às OSJ o diploma de benemerência.

1917

O Edifício das OSJ é requesitado para "Centro de Hospitalização Militar" e para "Batalhão de Sapadores dos Caminhos de Ferro".

1925

Com a chegada de Aquiles Marchetti, as Artes-Gráficas tomam novo impulso de desenvolvimento.

1930

É criada a Associação de Antigos Alunos Salesianos

1939

Convidado a visitar o estabelecimento das OSJ, o presidente da república, General Carmona, aproveita a circunstância para lhe conferir o grau de Comendador da Ordem de Instrução Pública

1944/45

Comemoração do cinquentenário da obra Salesiana em Portugal. Comemorada em muitas escola do país por iniciativa do ministro da educação, Antónia Carneiro Pacheco.

1954

Exposição didáctico-profissional das OSJ, no palácio da Foz, comemorativa das Escolas Profissionais Salesianas, fundadas por D. Bosco em 1854 em Turim.

1956

Cinquentenário da inauguração da sede definitiva das OSJ no Alto dos Prazeres.

1981

O estabelecimento das OSJ é agraciado com o título de membro honorário da Ordem do Infante, pela obra realizada nos 75 anos de presença no Alto dos Prazeres

1994/95

Comemoração do centenário da obra Salesiana em Portugal.

1996/97

Comemoração do centenário da entrada dos Salesianos nas OSJ de Lisboa (1896), então na Rua do Sacramento à Lapa.

 

 

DESTAQUES

| Finalistas: festa inesquecível |


Cada minuto ficará para sempre na lembrança da nossa Querida Filha, e na nossa também. Sem dúvida alguma o melhor que alguma vez fizemos pela Maria, inscrevê-la neste Maravilhoso Colégio, de onde parte enriquecida em Amor, Amizade e muita Aprendizagem que farão a diferença na sua vida futura.



continuar

 candidaturas2

NOTÍCIAS

| Olimpíadas da Cultura Clássica |


Alunas da nossa escola distinguidas nas “Olimpíadas da Cultura Clássica”. As alunas do 6.º C Madalena Azevedo, Maria Nobre, Frederica Braga, Inês Pina e Mariana Antunes foram as premiadas. 



continuar